O que são as bolhas sociais e o que elas têm a ver com política?

maio 10, 2017 UnirConhecimento 141

Com o avanço da internet, a grande parte dos usuários tem desenvolvido posições políticas muitas vezes radicais, alimentada pelos próprios círculos sociais que frequentam nas redes.

   

Discutir sobre política hoje em dia é algo muito comum em nossos círculos de amigos e familiares. A política está em nossas conversas tanto quanto perguntar do trabalho ou falar sobre o tempo. Mas você já reparou que as pessoas do seu círculo social dificilmente têm uma posição política ou gosto totalmente diferente do seu? Isso acontece por causa das nossas bolhas sociais.

  

Quando você se afasta daquele seu primo que votou em um candidato diferente na última eleição ou deixa de falar com aquele amigo que ouve sertanejo só porque você gosta de MPB, você está criando em torno de si mesmo uma bolha, que te prende junto com seus gostos e opiniões e te isola daquilo que não te agrada, o que é muito perigoso.

  

As bolhas sociais ficam mais resistentes na internet, com a ajuda do algoritmo das redes sociais. O Facebook, por exemplo, analisa as amizades e publicações nas quais você mais interage e te mostra somente aquilo que reforce os seus gostos. A partir daí, você fica envolto de ideias semelhantes às suas e se afasta cada vez mais de pontos contrários, o que te poupa de debates e pode te levar ao perigoso extremismo nas ideias.

  

Se você é uma pessoa que evita opiniões radicais e sempre procura analisar os pontos negativos e positivos de cada lado, você faz parte de uma minúscula porcentagem da sociedade que está estourando essas bolhas — e é desse tipo de pessoas que precisamos hoje para discutir política.

  

Falar sobre política não exige um posicionamento isento de todos, mas sim, ter respeito e estar aberto para ouvir ideias contrárias às suas. Opiniões radicais e extremas devem ser desconsideradas, pois o debate não é sobre a vitória de somente um lado, e sim, o bom convívio de todos.

  

Texto por Carlos Anibale

  

Comentários

Deixe sua mensagem